Colagem 2020

Sem título2_1.jpg

Sem Título

135 x 90 cm
Colagem e Decolagem sobre papel.

Sem título1_1.jpg

Sem título

60 x 84 cm
Colagem, Decolagem sobre capa de livro e papel.

renan_aguena_108616521_566863557334776_6

A Revanche das Pedras


64,5 x 49cm

Colagem, Decolagem e pedras sobre capa de livro.

1.jpg

Fé em Deus, não nos homens


50 x 55cm

Colagem e Decolagem.

2.jpg

Sem medo da altura, sem medo da queda

34 x 37cm

Colagem e Decolagem.

3.jpg

Parte da Série:

Pleno 2021

E vocês ainda se passando 

Que preto e dinheiro não combina 

Enquanto tão indo pra quinta década aplaudindo uns geométricos chatos,

tipo vocês 

Faziam sentido na época, mas hoje já tá atrasado 

Veste a carapuça se assim te serve 

Aproveita sai dançando

Dps nos diz que é ciranda vocês fica bravo

Por mim, tranquilo 

Aplico o token reverso novamente 

A periferia ama, prova de que estamos vivos!


Aprox. 15x30cm

Colagem e Decolagem.

4.jpg

* Obra destruída acidentalmente

6.jpg

Parte da Série:

Pleno 2021

E vocês ainda se passando 

Que preto e dinheiro não combina 

Enquanto tão indo pra quinta década aplaudindo uns geométricos chatos,

tipo vocês 

Faziam sentido na época, mas hoje já tá atrasado 

Veste a carapuça se assim te serve 

Aproveita sai dançando

Dps nos diz que é ciranda vocês fica bravo

Por mim, tranquilo 

Aplico o token reverso novamente 

A periferia ama, prova de que estamos vivos!


Aprox. 15x30cm

Colagem e Decolagem.

5.jpg

Espero cada dia mais me banhar na filosofia do samba
40 x 58 cm

Colagem e Decolagem.

8.jpg

Parte da Série:

Pleno 2021

E vocês ainda se passando 

Que preto e dinheiro não combina 

Enquanto tão indo pra quinta década aplaudindo uns geométricos chatos,

tipo vocês 

Faziam sentido na época, mas hoje já tá atrasado 

Veste a carapuça se assim te serve 

Aproveita sai dançando

Dps nos diz que é ciranda vocês fica bravo

Por mim, tranquilo 

Aplico o token reverso novamente 

A periferia ama, prova de que estamos vivos!


Aprox. 15x30cm

Colagem e Decolagem.

7.jpg

Parte da Série:

Pleno 2021

E vocês ainda se passando 

Que preto e dinheiro não combina 

Enquanto tão indo pra quinta década aplaudindo uns geométricos chatos,

tipo vocês 

Faziam sentido na época, mas hoje já tá atrasado 

Veste a carapuça se assim te serve 

Aproveita sai dançando

Dps nos diz que é ciranda vocês fica bravo

Por mim, tranquilo 

Aplico o token reverso novamente 

A periferia ama, prova de que estamos vivos!


Aprox. 15x30cm

Colagem e Decolagem.

10.jpg

Parte da Série:

Pleno 2021

E vocês ainda se passando 

Que preto e dinheiro não combina 

Enquanto tão indo pra quinta década aplaudindo uns geométricos chatos,

tipo vocês 

Faziam sentido na época, mas hoje já tá atrasado 

Veste a carapuça se assim te serve 

Aproveita sai dançando

Dps nos diz que é ciranda vocês fica bravo

Por mim, tranquilo 

Aplico o token reverso novamente 

A periferia ama, prova de que estamos vivos!


Aprox. 15x30cm

Colagem e Decolagem.

9.jpg

Me diz qual a graça de ficar velho, underground e falido?
24 x 40 cm

Colagem e Decolagem.

12.jpg

Com a disposição de quem tá dos dois lados do corredor
87 x 100 cm

Colagem e Decolagem.

14.jpg

Acho lindo quando me chamam de branco

Mas também acho esquisito quando to sozinho com eles

Honestamente é como sugerir que eu seja a janta na mesa do inimigo 

Tranquilo, eu volto com eles me amando e chamando de amigo

O dinheiro deixa o meu sono tranquilo

Se eu fosse branco mesmo, tu acha que essas colagens já não tinham

me deixado rico?


29,7 x 42cm

Durex Colorido sobre papel Canson.

16.jpg

Vai lá perguntar quem é HO no pé da Mangueira?

Pra mim é fácil demais dividir a mesma bandeira

Quero ver dividir a mesma geladeira

Vocês subestimam nós demais

Honestamente subestimo vocês

Porque,  olha essa merda toda a nossa volta

Se isso foi o melhor 

Vou te deixar minha melhor risada de volta

Me dá 5 aninhos que nós muda essa porra toda

Enquanto nosso plano é salvar

Várias famílias 

Melhor, montar uma quadrilha 

Onde a lei é dar Tchau pra todas as Patrícias

Pula na minha direção sua bandida

Chazinho de manhã, de tarde e de noite

Não sou Usain Bolt mas to sempre na corre

Se eu fracassa

Com que cara eu olho pra minha família 

Sou só mais um leão do mundo norte 

Voltando da sul pra casa 

Carregando o malote nos dentes


103 x 123 cm

Colagem e Decolagem.

17.jpg

Sobreviver nessas ruas 

Me soa

Como sobreviver no inferno

Selva de bala, de tiro

Tem quem acha violência bonito

Tem quem sabe lucrar com isso

Já que tô na guerra

Vou levantar uns museus 

Pra bater de frente contra tudo isso

Ainda há de chegar o tempo em que poderei falar tranquilo

Sobre a extinção das armas

Até que chegue esse dia

Pra cima de vocês é só chuva de rajada

Minha vó me falo

Tem quem aprende na dor, quem aprende no amor

Vocês parece que só vão aprender na marra

Minha caneta tá tão fiada

Ela me lembra uma espada 

Arranco tua orelha

Como se fosse nada

Sangue pra caralho jorrando da tua cara

Meu quadro figurativo

Era tu amarrado ajoelhado

Na sala

Com a família assistindo

Glock destravada na tua garganta

167 x 123 cm

Colagem e Decolagem.

15.jpg

Piscina à noite depois de um dia inteiro de trabalho
29,7 x 42cm

Durex Colorido sobre papel Canson.

19.jpg

Prxs fiel, humildemente, um forte e sincero da minha parte
114 x 160 cm
Colagem e Decolagem.

13.jpg

To sempre no auge do meu foco 

Me polindo somente o necessário

Pra melhoria da minha família

To cada vez mais político 

Pra esse mar de gente mandada

Quero ver ter coragem pra não se passar em nada

Assumir o fardo do veneno 

De quem trabalha dobrado

Desde que assumi meu chão de fábrica

Me senti incorporado

Na minha empresa pode trabalhar e fumar baseado

Tem horário e prazo desde o dia 0 

Algo que vcs nunca iam imaginar vindo desse lado 

O mundo me subestimar foi alimento 

A inveja de agora é só combustível 

Geladeira lotada até o final da vida

Acho que nós não ia chegar né? 

Quem diria...

Hoje eu entendo “minha ambição te gela”

Vocês devem se sentir Deus 

Por conseguir entender o coração do outro por uma tela 

To pouco me fudendo sobre oq você pensa sobre mim 

Eu olho no olho de quem me ama 

Eu vejo orgulho 

Isso já é suficiente pra mim 

Nem por isso vou deixar de dar rolé de Urus na minha área 

Pra quem se diz entender tanto do capitalismo 

A mente de vocês parece muito afetada

Pra quem se diz tão desconstruído 

Vocês parecem não se importa em se adequar no jogo da arte 

Se prepara que é só orelhada de luva...


42 x 29,7cm

Durex Colorido sobre papel Canson.

18.jpg

Vida Plena no subúrbio

Galpão gigante como ateliê

Obrigado Pai, por ter me feito revoltado e sábio

Nesse oceano de manos

Atrasados, covardes e fracos

Mas se já tá difícil pra malandro

Imagina pra otário

Eu Nanda e Gi de rolé em Tokyo

Odeio capitalismo, mas enquanto eu viver nele

Te juro vai ter que ser da melhor forma

Ver quem eu amo contando notas

Eu avisei que eu ia derrubar a porta

Tem quem usa a corda pra subir

Tem quem usa pra se enforcar

Mesmo sem espaço

Mesmo sem moral dos amigos

Sem ninguém 

Uma fé enorme no meu corre 

Compromisso com o ofício

Passos firmes, em constante subida

Aprenda a controlar o rei que tá na barriga

O ego que tá na mente 

Mano, me entende

Quem eu amo, não conhece nem 10% da minha frieza

Pro resto do mundo eu to fechado e congelado igual um iglu

Aprenda diferencia família, amigo, colega

Saibam quem são os falsos, os inimigos

Por vezes eles tão do seu lado…

Se Jesus tento anda com 12

E um traiu

Nunca você vai me ver fechado com mais de 10


145 x 220cm

Colagem e Decolagem.

20.jpg

Obrigado pai, 

o senhor sabe como eu sou grato 

por viver daquilo que amo

Alegria estampada na cara 

por sonhar com aquilo que amo

Rejuvenescendo a cada ano

Nunca foi sobre grana mano 

Desde o meu primeiro trampo 

Eu já me sentia brilhando

Orgulhoso pra caralho do que crio

Eu acho louvável o meu suor diário

Eu só jogo contra mim mano

Eu nem tenho adversários 

Eu sou competitivo pra caralho

Tenta atrasar meu lado

Vai ter mexido com algo errado

Quem guarda meu corpo

Nem tá materialmente desse lado

Eu fiz um pacto

Por isso trabalho igual um diabo

Eu sempre pareço feliz

Mas se olhar bem nos fundos dos meus olhos

Vai ver que eu to quase 100% do tempo revoltado

Eu nem queria ser tão debochado

Mas já que vocês se fazem de inteligentes

Pessoalmente, eu posso me fingir de educado

Enquanto o nariz que rasga plim plim

Agora vocês querem meter que não são branco, são latim

Latindo essa bronca pra cima de quem? 

Padrão estético de quem não esconde o atchim

Honestamente o que tem bom na Europa mano? 

A não ser roubar o dinheiro de séculos de danos

Joga essa grana pro meu canto

Que eu te ensino como fazer revolução no sapato


120 x 158cm

Colagem e Decolagem.

21.jpg

Seu Zé me disse que malandro bom sonha com a grana,

não com a França 

Almoço, café e janta 

Melhor forma ter os três 

Pra quem nunca passou o veneno

Dinheiro nunca é a cura 

Não quer dividi o paco 

E se deixar vai pra baixo de 7 palmo agarrado 

Pro azar seu, te juro que vou roubar tudo que eu puder

antes da tua despedida 

Já que o estado não pega 

Vou diminui na fonte a herança do teu filho 

O bolso lotado de grana grana grana 

A cabeça vazia de problemas

3 décadas pisando nas mesmas malditas pedras 

Nada ao meu redor mudou 

Melhor 

Fiz tudo ao meu redor mudar 

A porra da grana ainda nem chegou

mas a inveja já tem me rondado

pra quem quer me ver cair

é melhor mudar o seu plano

vende minhas obras a kilo

não é nem 1% do meu plano

seu medo de fracassar é tão grande

que te impede de aproveitar o caminho

Por isso eu to sempre chapado, sorrindo

Lágrimas são cristais, e eu não vou desperdiçá-las

com quem não mereça

Sejam as de alegria, sejam as de dor

Vencer não tem haver só com dinheiro

Mas o dinheiro, faz parte da vitória 

Sem base, o dinheiro vai ser o principal motivo da tua queda

Fortalecer quem te ajuda crescer é o que dobra tua meta

Sai da minha reta, ou abraça meu papo


200 x 149 cm

Colagem e Decolagem.

22.jpg

Neto de dois artistas foda

Dona Yone, Seu Arlindo

Uma japa, um pernambucano 

Logo cedo caiu a ficha porque nós morava no Rio

Parece um quadro pintado agora

Minha vó me levando na 1º casa que eles moraram

Ali em Vista Alegre

“Quando chovia, a gente ficava com água até dps da cintura”

Como quem dizia, valoriza o pouco que a gente tem

Meu avô levantou nossa casa praticamente sozinho

Saudades eternas dos meus coroas

Como eu queria vocês vivendo tudo isso comigo

Minha família me deixou sem um teto

Marcinha e Marcão me deram abrigo

quando fui expulso da minha própria casa pela segunda vez

Foi Flavinho que me emprestou 2k pra eu ter meu primeiro canto

Não me prendi ao ódio, nem ao pranto

Me agarrei a tudo que meus vocês me ensinaram

Transformei em poesia


188 x 220cm

Colagem e Decolagem.